Pular para o conteúdo principal

OAB Campinas empossa novo Presidente e Vice-presidente da Comissão de Direito Securitário.


Ricardo Paracêncio e Graziela Vellasco foram convidados para assumir os cargos de Presidente e Vice-presidente, respectivamente, da Comissão do Direito Securitário. Para Ricardo, a experiência será de muita responsabilidade. "Sinto-me muito horando pelo convite feito pela Diretoria da OAB Campinas para à Presidência da Comissão de Direito Securitário. Sei do tamanho do desafio e da responsabilidade, já que faremos parte de uma das maiores e mais antigas subseções do país. A proposta de trabalho no próximo triênio é promover o debate e principalmente o estudo sobre questões securitárias atuais e relevantes, disseminando o seguro não só aos estudiosos do direito. Agradeço ao Presidente Dr. Daniel Blikstein e ao Secretário Geral Dr. Paulo Braga pela oportunidade e confiança." 
 
Para a advogada Graziela, a oportunidade é um excelente desafio profisional. "A minha nomeação para a vice-presidência da Comissão de Direito Securitário foi uma honra imensurável, agradeço ao presidente Dr. Daniel Blikstein pela oportunidade e confiança. Abraço esse desafio profissional com muita alegria e entusiasmo. A responsabilidade será grande, mas espero contribuir com a missão de disseminar conhecimento e desenvolvimento de estudos na busca do aprimoramento no direito do seguro.O mercado segurador cresce a cada ano e a procura por profissionais especializados também, acredito que aprofundar o estudos é uma oportunidade para advogados que ainda buscam um foco de atuação." afirma Graziela.
 
Sobre Graziela Vellasco
 
Advogada com 16 anos de experiência no contencioso civil. Especialista em Direito Processual Civil. Possui curso de extensão universitária em Direito Securitário e Ressecuritário pela Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e gestão e negócios pelo SENAC. Cursando MBA em Seguros, previdência e capitalização.
 
Ricardo Paracêncio
 
Advogado com mais de 13 anos de experiência em direito securitário em todos os ramos de seguro. Pós-graduado em Processo Civil. Cursando MBA em Seguros, Previdência e Capitalização. Membro da Comissão de Direito da Saúde da 3ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (2019/2021). Associado a Associação Internacional do Direito do Seguro (Brasil).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Distância mínima necessária para parar um veículo com base no tempo de reação e na velocidade do veículo.

Irmão deve pagar aluguel a outro por uso de imóvel herdado dos pais

Réu e família residem no local.

A 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão que condenou homem e sua família a pagarem aluguel ao irmão deste por utilizar, exclusivamente, bem imóvel herdado após a morte dos pais deles. Os réus deverão arcar com aluguel estimado em R$ 5,5 mil, na proporção de 1/5 (R$ 1,1 mil), com termo inicial de vigência fixado na data de citação das partes.
Consta nos autos que o autor ajuizou ação de arbitramento de aluguel cumulado com cobrança contra o irmão, a esposa e o cunhado, que residem numa propriedade partilhada pela família e herdada após a morte dos genitores dos irmãos. Ele afirma que os réus vêm criando empecilhos para a venda do bem, que está com o IPTU atrasado, e pede alienação do imóvel e pagamento de aluguel pelo uso exclusivo do bem. Os réus, por sua vez, afirmam que residem no local desde antes do falecimento dos genitores e que nunca impediram o usufruto por parte do autor da ação. Alegam, ainda, que to…